Estado investe em melhorias no abastecimento de água do Daia

Por meio da Codego, Estado tem restaurado rotineiramente infraestrutura do distrito com manutenções corretivas e preventivas, e que já resultaram em incremento de 10% na oferta de água. Em um ano, acréscimo será de 930 milhões de litros para sistema

Estado investe em melhorias no abastecimento de água do Daia
Bomba submersa do distrito começou a apresentar sinais de defeito, como vibração excessiva e barulho, e, por precaução, a equipe técnica da Codego decidiu comprar uma nova e fazer o reparo da antiga

O Governo de Goiás, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), investe R$ 124 mil na aquisição de uma nova bomba submersível, mais moderna e adequada, para atender o Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia). O antigo equipamento apresentava sinais de avaria. A medida preventiva tem o objetivo de garantir o correto fornecimento de água tratada para as mais de 150 indústrias instaladas no Daia e, também, para 52 bairros da região Sul da cidade que são atendidos pelo sistema de abastecimento do parque industrial.

A captação de água do Daia conta atualmente com dois equipamentos antigos que bombeiam a água para os tanques de decantação, que servem para evitar que sedimentos, como areia, cascalho e terra, sejam encaminhados para a Estação de Tratamento de Água (ETA). Apesar de continuar em funcionamento, uma dessas bombas apresentou sinais de defeito, como vibração excessiva e barulho, e, por precaução, a equipe técnica da Codego decidiu comprar uma nova, substituir a antiga e fazer o reparo necessário para evitar eventual episódio de desabastecimento.

Rotineiramente, a Companhia executa a revisão de todo o sistema de abastecimento do maior parque industrial da região Centro-Oeste, com manutenções corretivas e preventivas. Apenas neste ano, essas inspeções garantiram o incremento na ordem de 30 litros de água por segundo no sistema, o que representa um incremento de 10% na oferta de água para o Daia. Em um ano, o acréscimo será de 930 milhões de litros para o sistema. 

A infraestrutura do parque industrial sofre com o desgaste de mais de 40 anos de uso, processo que foi intensificado pela falta de manutenção da antiga gestão estadual. Por determinação do governador Ronaldo Caiado, a Codego tem investido em melhorias para reverter esse quadro crítico, que acarretava em falta d’água e, consequentemente, trazia prejuízos para as empresas do Daia e para os bairros atendidos pelo sistema.

Fotos: Codego

Fonte: Codego - Governo de Goiás